Produção de energia solar cresce mais de 900% no Brasil

Em apenas três anos as instalações de sistema de produção de energia solar passaram de 7 mil para 75 mil [971%], de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). O investimento em energia alternativa cresce desde 2016 em uma velocidade que pode assustar muitos, mas que já era prevista por futuristas e especialistas na área.

Para o Inspetor do Crea-PR, o Engenheiro Eletricista Marcelo Saldania, o crescente aumento da demanda de instalações de sistemas de produção de energia solar é resultado dos incentivos a financiamentos e menor preço dos equipamentos.

As instalações dos sistemas de produção de energia solar são para os mais diversos tipos de clientes. Desde residência que consumiam 300 reais por mês, até empresas que consumiam 15 mil reais ao mês. Porém, a procura maior é, sem dúvidas, por parte das empresas.

PRODUÇÃO DE ENERGIA SOLAR 

produção de energia solar

Em relação aos custos das instalações de produção de energia solar, o inspetor reforça que o investimento tem sido cada vez menor, resultado do aumento da procura e oferta. Saldania conta que “Conforme pesquisa da Greener (empresa de estatísticas do mercado), até o início deste ano os preços caíram 12% em relação a junho de 2018”.

Mas, também, explica que existe um pequeno ponto negativo no aumento da demanda: o crescimento da oferta desqualificada, uma vez que o mercado ainda não possui barreiras de entrada. E destaca que “Já tivemos alguns acidentes na região causados principalmente por má qualidade de instalação”.

Saldania orienta o cliente que quer investir na instalação de um sistema de produção de energia solar, a pesquisar quem é o vendedor e se a empresa existe formalmente. Ou se é apenas uma pessoa que está ofertando o kit fotovoltaico. Ele explica “É que a empresa existindo, está registrada no Crea e terá um profissional responsável que acompanha a instalação e não apenas assina o projeto”.

O engenheiro conta que uma instalação que gera mais de 100 MegaWatts em um ano, o suficiente para alimentar 400 residências com um consumo médio de 250Kw por mês, “equivale à economia de 48 árvores; 85.783 banhos e uso de 4.767 geladeiras por um ano”.

De acordo com o Crea-PR, o profissional indicado para fazer o projeto de um sistema de produção de energia solar é o Engenheiro Eletricista. O projeto consiste no estudo para implantação das placas solares para geração de energia, garantindo o retorno esperado, evitando transtornos. Em caso de abrir mão de um profissional ou empresa com responsável técnico capacitado, o cliente corre diversos riscos.

LEGISLAÇÃO NACIONAL SOBRE PRODUÇÃO DE ENERGIA SOLAR

produção de energia solar

A Resolução Normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) nº 482/2012, revisada pela RN nº 687/2015, garante que o consumidor brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis ou cogeração qualificada. E, inclusive, fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade.

A energia renovável ou alternativa é aquela gerada através de fontes renováveis, que minimiza o impacto ao meio ambiente, seja por meio do não esgotamento de recursos ou por evitar a emissão de gases na atmosfera. É o exemplo da energia fotovoltaica, que capta a energia solar e transforma em energia elétrica.

As vantagens de optar pela produção de energia solar são inúmeras. Além de reduzir a conta de energia em até 95%, o cliente ainda terá retorno do investimento no prazo médio de 5 anos. E é importante lembrar que um sistema de produção de energia solar dura, em média, 25 anos.



Contato

Envie sua mensagem para nós.

Informações

GOIÂNIA - GO - BRASIL

Av. 136 n° 761 11° Andar
Setor Sul, CEP 74.093-250
Goiânia – GO

TEL.: +55 62 3932 3239
BRASÍLIA - DF - BRASIL

SBS Qd. 2 n° 12 8° Andar
Ed. Prime, CEP 70.070-120
Brasília – DF

TEL.: +55 61 3011 4040

Goiânia

Brasília