Energia Solar ou Renda Fixa: em qual investir?

O que fazer com o nosso dinheiro para que ele renda cada vez mais é um processo complicado de entender. Pelo menos para algumas pessoas. E a não ser que você seja muito interessado no assunto ou um especialista da área, pode ficar perdido entre os mais diversos tipos de investimentos disponíveis no mercado. Então, a gente te pergunta: energia solar ou renda fixa?

Ambos investimentos possuem suas similaridades, falando do ponto de vista de segurança, considerando o risco de mercado. Mas, de fato, também possuem suas particularidades!

Na renda fixa a remuneração é previamente definida no momento da aplicação, ou seja, é limitada. Enquanto o investimento em um sistema de energia solar há um tempo estimado de retorno, um rendimento variável perene, de acordo com a economia na conta de energia.

Para entender melhor essas duas opções, continue lendo!

Investimento em energia solar ou renda fixa?

energia solar ou renda fixa

A energia solar oferece uma rentabilidade superior a outros investimentos, a exemplo de: Poupança (4,73% a.a.), CDB (5,73% a.a.) e Tesouro Selic (5,22% a.a.). A questão é que ao analisar os investimentos, tanto em energia solar quanto em renda fixa, é preciso observar aspectos que ultrapassam o critério financeiro.

Isso porque optar por investir em energia solar ou renda fixa implica, além do próprio investimento em dinheiro, em uma visão de futuro e preservação do meio ambiente. Já que, a energia solar é 100% limpa, sustentável, renovável e inesgotável.

Não apenas, o investimento em energia solar gera empregos, diante da mundial tendência de aproveitamento do enorme potencial de geração de energia solar, em todo o país.

Retorno de investimento

energia solar ou renda fixa

Ao investir em energia solar ou renda fixa é claro que se espera ter um bom retorno financeiro. Dessa forma, o tempo de retorno do valor investido em um sistema de energia solar vai variar entre cinco e sete anos. No caso de um projeto bem estruturado, com materiais de qualidade e instalação adequada, terá durabilidade média de 25 anos!

Ou seja, energia solar é um investimento a longo prazo. Depois de recuperar o dinheiro investido inicialmente, o que tende a variar entre 3 e 5 anos, um sistema de energia fotovoltaica irá oferecer, pelo menos, 20 anos de economia na conta de energia. Sendo que os custos reduzidos podem ser com energia elétrica consumida para fins de iluminação, aquecimento e refrigeração, levando-os à zero.

Além disso, existe outros benefícios, como a valorização do imóvel no qual está instalado. Essa valorização pode chegar a 6% do valor total do imóvel.

Outro ponto importante é o baixo risco do investimento. Como mencionamos, energia solar ou renda fixa possuem baixo risco. No caso de um sistema de geração de energia fotovoltaica, é possível prever o potencial gerador de energia de cada sistema. Situação possível a partir do histórico do clima e dos índices de irradiação da região de instalação.

Dessa forma, é possível calcular a quantidade de energia que será produzida e estimar, com precisão, quanto isso irá representar em economia na sua conta. Não existe “fator surpresa”.

Investimento em renda fixa

energia solar ou renda fixa

A grande questão de escolher entre energia solar ou renda fixa é que a segunda, assim como qualquer investimento, está vulnerável à volatilidade do mercado. Além das questões políticas e econômicas do país. Apesar de ser considerado um investimento de baixo risco, na renda fixa sempre existe o perigo da perda total ou parcial do capital investido.

As poupanças e o Tesouro Direto são considerados os investimentos em renda fixa mais seguros, atualmente. Entre os investimentos de renda fixa mais populares no Brasil, estão:

  • Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC);
  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA);
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Certificados de Depósitos Bancários (CDB);
  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letras de Câmbio (LC);
  • Letra Financeira (LF);
  • Debênture.

Também é preciso ficar de olho na liquidez, já que a maioria dos investimentos em renda fixa possuem em seu vencimento. Isso quer dizer, eles não permitem o resgate antecipado e quando o fazem retêm parte ou toda a rentabilidade do período.

Existem investimentos com liquidez diária, nos quais é possível resgatar o valor aplicado a qualquer momento (sem prejuízo). Mas as alíquotas de Imposto de Renda sobre a rentabilidade são altas.

As previsibilidades da energia solar ou renda fixa

energia solar ou renda fixa

Investidores mais conservadores enxergam na renda fixa um cenário positivo de planejamento a longo prazo.

O investimento em energia solar também traz excelente previsibilidade. Já que o sistema torna a sua conta de energia uma despesa com valor fixo, ou seja, o mínimo praticado pelas concessionárias.

Não apenas, boa parte dos orçamentos já vem a estimativa de prazo de retorno do valor investido. Assim, você fecha o negócio sabendo exatamente quando seu investimento irá se pagar.

Investimento mínimo e custos adicionais

energia solar ou renda fixa

Determinados investimentos, a exemplo do CRI e LF, exigem valores mínimos consideráveis, geralmente acima de R$100 mil. Valor que pode inviabilizar a diversificação de investimentos, por falta dos recursos financeiros. Quando falamos em linhas de financiamento disponíveis para sistema de geração de energia solar, é possível financiar o valor total, não sendo necessário um investimento inicial.

Sobre os custos adicionais as especificidades de cada operação devem ser respeitadas, no que diz respeito às Rendas Fixas, podem estar sujeitas à tributação do Imposto de Renda, taxas de custódia da bolsa, taxa de administração, taxa de performance, taxa de entrada e saída e IOF.

Além disso, as alíquotas de imposto de renda praticadas sobre a rentabilidade dos fundos de investimento de curto prazo variam entre 20 e 22,5%, dependendo do tempo de permanência da aplicação. Enquanto para os investimentos de longo prazo, as alíquotas variam entre 15 e 22,5%, o que vai depender do período durante o qual o valor ficar aplicado.

Mas afinal, energia solar ou renda fixas?!

É inegável que a geração de energia solar fotovoltaica está conquistando cada vez mais espaço na sociedade, construção civil e mercado financeiro. A partir daí é muito natural que surjam algumas dúvidas sobre investir em energia solar ou renda fixa.

Tendo em vista o imprevisível cenário econômico e político mundial, a energia fotovoltaica é uma tendência que, muito provavelmente, irá transformar o modus operandi da economia mundial.

E agora? Você está pronto para esse novo passo, não só na sua economia pessoal, mas, também, na mundial?



Contato

Envie sua mensagem para nós.

Informações

GOIÂNIA - GO - BRASIL

Av. 136 n° 761 11° Andar
Setor Sul, CEP 74.093-250
Goiânia – GO

TEL.: +55 62 3932 3239
BRASÍLIA - DF - BRASIL

SBS Qd. 2 n° 12 8° Andar
Ed. Prime, CEP 70.070-120
Brasília – DF

TEL.: +55 61 3011 4040

Goiânia

Brasília