Bandeiras Tarifárias: diminua custos sabendo como elas funcionam

As bandeiras tarifárias apareceram pela primeira vez em 2015, desde então, influenciam no valor final da conta de energia. Elas são sinalizadas todos os meses na conta de energia elétrica. O problema é que, na maioria das vezes, as pessoas não fazem ideia do que elas significam, muito menos porque foram criadas.

Então, se você quer saber como as bandeiras tarifárias funcionam, o que e como fazer para diminuir os gastos desnecessários de energia elétrica. Assim você minimiza a conta de energia no final do mês, sem levar muito susto por causa das bandeiras tarifárias.

Agora, se você quer diminuir essa conta em 95%, o conselho é conhecer mais sobre a energia solar fotovoltaica. Com ela, você será capaz de produzir sua própria energia, além de aproveitar créditos para cobrir contas de outras localidades com o mesmo cpf ou cnpj.

O QUE SÃO BANDEIRAS TARIFÁRIAS?

 Bandeiras tarifárias

As bandeiras tarifárias foram criadas pela ANEEL [Agência Nacional de Energia Elétrica] para que o consumidor seja informado quando a energia está mais ou menos cara. Elas sinalizam o custo da energia gerada. O que pode, ou não, gerar um valor acrescentado dependendo das condições de geração de energia elétrica.

Dessa forma, o consumidor é capaz de adequar seu consumo de energia nos períodos em que ela estiver mais cara. Assim, as bandeiras tarifárias são divididas em três cores: verde, amarela e vermelha. Como acontece com o sinal de trânsito, verde significa “livre”, ou seja, a tarifa básica, sem aumentos no preço da energia.

Já a amarela e a vermelha indicam que existe aumento, em maior ou menor intensidade. Dependendo da cor.

QUANDO AS BANDEIRAS TARIFÁRIAS SÃO APLICADAS?

Bandeiras tarifárias

Atualmente, a maior fonte de energia brasileira é a hidrelétrica. Ou seja, água. Dessa forma, as usinas dependem do nível de água presente nos reservatórios para a geração de energia. As bandeiras tarifárias são aplicadas quando a produção de energia cai. Por exemplo, em épocas de seca, como chove pouco, os reservatórios tendem a secar mais rápido.

Durante essas épocas do ano a produção diminui consideravelmente. E para suprir a necessidade de produção “regular” de energia, as concessionárias acionam outros tipos de usinas geradores de energia. A exemplo das termelétricas, que além de possuírem um custo bem mais elevado, são extremamente poluentes.

Dessa forma, as bandeiras tarifárias existem para “frear”, conscientizar as pessoas sobre a importância de economizar nos gastos de energia.

AS BANDEIRAS TARIFÁRIAS SÃO CUSTO EXTRA?

Bandeiras tarifárias

Não! Esse custo sempre existiu. É como a velha história da lei de oferta e procura. Quanto mais tem, mais barato é. Quanto menos tem, mais caro fica. As bandeiras tarifárias foram criadas para informar os consumidores de que em determinado mês a conta está mais cara ou mais barata por causa da produção de energia.

Assim as concessionárias repassam informações mais transparentes e precisas sobre o custo real da energia elétrica aos consumidores. Dessa forma, o consumidor tem a oportunidade de gerenciar melhor o seu consumo de energia elétrica e reduzir o valor da conta de luz.

OS REAJUSTES NAS BANDEIRAS TARIFÁRIAS

Bandeiras tarifárias

Em maio deste ano, a ANEEL anunciou um reajuste de 50% na bandeira amarela. Assim, ela passou de R$1,00 para R$1,50 por 100kWh. Na vermelha no patamar 1, de R$ 3 para R$ 4 a cada 100 (Kwh); e a vermelha no patamar 2, de R$ 5 para R$ 6 a cada 100 (Kwh). A bandeira verde não tem cobrança extra.

Esses valores têm como principal objetivo aproximar o valor pago pelos consumidores do valor real gasto pelas concessionárias para gerar energia extra durante os períodos de baixa produção.

COMO EVITAR O AUMENTO DAS BANDEIRAS TAR IFÁRIAS?

Bandeiras tarifárias

Além do básico, gastar menos energia ao longo do dia, apagando luzes, desligando aparelhos em standby, diminuindo usos, tempo de banho e etc., uma solução é o investimento em energia solar.

Essa é uma solução que está se tornando cada vez mais popular e acessível. A energia solar fotovoltaica é gerada em pequenas usinas, conectadas à rede concessionária loca. Uma das partes mais interessantes é que você pode ter a sua própria produção de energia solar em casa. Evitando as bandeiras tarifárias, já que você não vai consumir energia da concessionária.

Pelo contrário, dependendo da sua produção de energia solar fotovoltaica e do seu consumo mensal, você poderá até ter créditos com a concessionária, para abater os valores que forem gastos futuramente.

Para fugir das bandeiras tarifárias e a conta de energia em até 95%, você vai fazer um orçamento com a gente e descobrir qual o melhor sistema de produção de energia fotovoltaica para a sua casa, empresa, indústria ou fazenda.



Contato

Envie sua mensagem para nós.

Informações

GOIÂNIA - GO - BRASIL

Av. 136 n° 761 11° Andar
Setor Sul, CEP 74.093-250
Goiânia – GO

TEL.: +55 62 3932 3239
BRASÍLIA - DF - BRASIL

SBS Qd. 2 n° 12 8° Andar
Ed. Prime, CEP 70.070-120
Brasília – DF

TEL.: +55 61 3011 4040

Goiânia

Brasília